【ひえる/ひやす】「冷える/冷やす」VS【さめる/さます】「冷める/冷ます」

Cada vez que escrevo algo aqui, eu posso admirar novamente a beleza e a riqueza peculiares do japonês. Às vezes parece que é tudo muito complicado, que poderia ser mais simples, que algumas sutilezas não são necessárias, mas a verdade é que existe muita eficiência nessa grande variedade de palavras.

A vez de hoje é o par ひえる「冷える」e さめる「冷める」, que significam “esfriar”. mas também existe um outro par paralelo: ひやす「冷やす」 e さます「冷ます」. Vamos primeiramente entender  a diferença entre o primeiro par e o segundo, depois vamos a diferença de sentido entre o “esfriar” de cada um.

Os verbos ひえる e ひやす possuem o mesmo significado (esfriar), mas o primeiro é “esfriar-se, ficar frio” (por conta própria). Já ひやす é “esfriar algo”, quando alguém faz a ação de esfriar (por ficar soprando, abanando, ou por ter colocado na geladeira).

O mesmo vale para さめる e さます. Os dois têm o mesmo significado, mas さめる é usado quando algo “esfria sozinho”, enquanto que さます é usando quando “alguém esfria algo”. É somente uma questão de transitividade verbal.

Agora sim, vamos a diferença de significado entre os “esfriares” ひえる/ひやす e さめる/さます. Bem, quando algo é para ser quente e esfriou, deixou de ficar quente, então se deve usar さめる/さます.

コーヒーが さめた。
O café esfriou.

お茶を さます。
Vou esfriar o chá.

Esse “esfriar” de さめる/さます é normalmente uma queda de temperatura para a temperatura ambiente (常温). Porém, quando se quer esfriar algo para além disso, resfriar algo, gelar algo (com geladeira, freezer, gelo), os verbos são ひえる/ひやす. Coisas que não são para ser frias ou geladas, quando ficam geladas, esfriaram/gelaram com ひえる/ひやす.

冷蔵庫で ビールを ひやす。
Gelar a cerveja na geladeira.

水が ひえた。
A água esfriou.

Assim, para compararmos ひえる/ひやす com さめる/さます, vamos analisar as duas frases abaixo.

ご飯を さます。    ご飯を ひやす。

As duas podem ser traduzidas como “esfriar o arroz (ou a refeição)”, mas a primeira (com さます) deixa subentendido que o ご飯 está quente e será esfriado para temperatura ambiente (provavelmente porque está muito quente para comer), enquanto que a segunda frase (com ひやす) diz que o ご飯 será esfriado para ficar gelado, frio, provavelmente para conservar (em geladeira, por exemplo).

Vejamos o resumo desses verbos abaixo:

さめる > Esfriar-se, ficar frio, ficar em temperatura ambiente, deixar de ficar quente.
さます > Esfriar (algo), fazer ficar frio, fazer ficar em temperatura ambiente, fazer deixar de ficar quente.

ひえる > Esfriar-se, gelar-se, ficar gelado.
ひやす > Esfriar (algo), gelar (algo), deixar gelado.

Anúncios

【ねる】「寝る」VS【ねむる】「眠る」

Quem diria que um verbo simples como “dormir” pode ter seus probleminhas para estudantes? Bom, quase isso. É possível confundir os verbos ねる「寝る」 e ねむる「眠る」 quando se quer expressar o verbo “dormir”, mas depois de ler esta postagem imagino que não haja mais problemas assim.

Primeiramente, o verbo 寝る não quer dizer necessariamente “dormir”. “Mas como assim?!” Calma, calma. Sua vida inteira não foi uma mentira. O verbo pode implicar a ação de dormir, mas ele realmente significa “ir para a cama, ir dormir, deitar-se para dormir”. Quando você diz “eu durmo todos os dias às 10 da noite”, você quer realmente dizer que “vai para a cama para dormir”, mas pode acontecer de você ficar ainda mexendo no celular, ou mesmo ficar horas olhando para o teto e pensando em tudo o que tem para fazer no dia seguinte. Nesse caso, você foi dormir (寝る), mas não consegue dormir (眠る).

Aproveitando essa deixa, vamos falar de 眠る. Esse sim significa literalmente “dormir”, não necessariamente na sua cama ou no horário de costume. Se você estiver muito cansado em uma aula muito chata e monótona, é possível que você caia no sono e durma. Esse “dormir” é dito em japonês pelo verbo 眠る, e não 寝る. Tem gente que dorme até em pé, o que exclui o verbo 寝る novamente.

Pensar nos opostos dos verbos também ajudar bastante. O oposto de 寝る é おきる「起きる」(acordar, levantar), enquanto que o de 眠る é めざめる「目覚める」(abrir os olhos, acordar, despertar). Às vezes nos acordamos de manhã (目覚める) mas não levantamos da cama (ou seja, ainda não fizemos a ação de 起きる).

Em japonês, também, podemos dizer “dormir com alguém”, com conotação sexual. Nesse caso, apenas “~と寝る” pode ser usar, pois dizer “~と眠る” seria, literalmente, dormir junto com alguém.

【たび】「旅」VS【りょこう】「旅行」

Você gosta de viajar? Se sim, de que tipo de viagem você mais gosta, たび「旅」ou りょこう「旅行」?

Sim, existem pelo menos duas maneiras de dizer “viagem” ou mesmo “viajar” em japonês. Para “viagem”, pode-se usar 旅 ou 旅行, enquanto que o verbo “viajar” pode ser expresso por 旅する ou 旅行する. E agora?

Primeiramente, saiba que, para muitas pessoas, não há nenhuma diferença de significado entre elas. Existem, claro, casos em que só uma delas “soa correta”, como em 一人旅 (viagem sozinha, de uma pessoa só), mas para essas pessoas esse “soar correto” não tem muito a ver com significado, mas apenas com uso e costume.

Porém, para muitos outros, existem diferenças entre as duas. Para eles, viagens do tipo 旅 são bem mais livres, com menos definições, sem muita programação, algo muito mais próximo de uma jornada. Se você diz, por exemplo, que gostaria de “viajar pelo interior do país”, essa viagem funcionaria muito bem com 旅. O famoso “mochilão” também está muito próximo da ideia de 旅.

Já 旅行 é uma viagem dessas de agência de turismo, com hotéis reservados, cronograma de passeios, visitas, dia e hora para partir e voltar, enfim, tudo programado. É possível que viagens do tipo 旅行 não sejam por lazer, mas por trabalho ou escola. Se, por exemplo, a escola resolve fazer uma viagem ao interior para conhecer algum centro histórico, essa viagem definitivamente será escrita com 旅行, nunca com 旅. Se os pais dos alunos virem que a viagem será 旅, certamente irão se preocupar e não permitirão a ida dos filhos.

Da mesma maneira, aquele que viaja pode ser tanto たびびと「旅人」 quanto りょこうしゃ「旅行者」. Enquanto que o primeiro, 旅人, soa muito mais como “viajante, errante, vagante”, o segundo, 旅行者, é muito mais uma maneira de meramente se referir a uma pessoa que está em viagem. Uma empresa de turismo se refere a seus clientes como 旅行者, não como 旅人.

【はらう】「払う」VS【しはらう】「支払う」

O japonês às vezes me surpreende com suas sutilezas. Veja só essas duas palavras: はらう「払う」 eしはらう「 支払う」. As duas significam “pagar” e são quase idênticas… mas existe uma sutil diferença.

Bom, além do significado em comum, 払う ainda tem outros significados não relacionados a pagamento em dinheiro. Porém, como a semelhança entre as duas palavras reside somente nesse ponto do “pagamento”, vamos focar nele.

O verbo 払う é mais abrangente, enquanto que 支払う representa uma nuance específica de 払う. Ou seja, quase sempre que se pode usar 支払う, pode-se usar 払う também sem problemas. Porém, nem sempre que se pode usar 払う se pode usar também 支払う. Pense que 支払う está contido em 払う.

Afinal, que diferença é essa? Bem, se o pagamento a ser feito é algo já definido (contas, taxas, aluguel, salário, imposto, multa), algo que você é obrigado a pagar, então a palavra mais adequada é 支払う.

Por exemplo, se você perde uma aposta e paga uma certa quantia em dinheiro a alguém, não se deve usar 支払う, mas 払う, pois a quantia não é algo oficialmente estabelecido (com leis, regras, regulamentos etc.). Ambas as partes combinaram o valor e o perdedor paga ao vencedor. Da mesma maneira, gorjetas dadas em restaurantes não podem ser usadas com 支払う, pois o valor não é previamente definido, nem o pagamento é obrigatório.

Por trazer uma nuance bem mais formal, 支払う é preferido em documentos oficiais, até porque os tipos de pagamentos referidos nesses tipos de documento quase sempre se encaixam no perfil 支払う de ser (ou seja, algo previamente definido que deve ser obrigatoriamente pago).

Talvez se pensarmos em português (só dessa vez, tá?), as expressões abaixo façam bastante sentido:

払う > pagar

支払う > efetuar pagamento

Faz sentido para vocês? Talvez sim. Em situações de pagamento não definido, aberto, não obrigatório ou de valor decidido pelo pagante, geralmente não se usa “efetuar pagamento”. Por exemplo, se seu filho ajudou nas tarefas da casa com muita determinação e você acha que ele deveria ganhar um dinheirinho por isso, você “paga” (払う) uma certa quantia a ele, mas você não “efetua um pagamento” (支払う) a seu filho!

Enfim, não creio que esse macete de “pagar > 払う” e “efetuar pagamento > 支払う” funcione 100% das vezes, mas imagino que ele deva ajudar bastante a criar uma concepção inicial para essas duas palavras. Na dúvida, 払う poderá sempre ser usado, não esqueça disso.

(Agradecimento a Rodrigo Pará pela sugestão de postagem!)

【じょうず】「上手」VS【とくい】「得意」&【へた】「下手」VS【にがて】「苦手」

Como podemos elogiar a nós mesmos? Isso soaria adequado em português? Não muito, né… pois bem, em japonês também não é de bom grado falar de si mesmo usando じょうず「上手」. Como existem palavras parecidas e que podem causar confusão, vamos vê-las aqui.

Inicialmente temos os seguintes pares:

上手 & 得意 > bom, habilidoso, hábil

下手 & 苦手 > ruim, desastrado, não habilidoso

Essa é a visão simples dos quatro. Vamos então às suas particularidades.

上手(じょうず):Podemos usar 上手 para elogiar outras pessoas, mas não para falar de si mesmo. Se alguém é bom em alguma coisa, você pode dizer “上手ですね!”, mas nunca diga, por exemplo, que você é 上手 em algo.

得意(とくい):Esse pode ser usado tanto para falar dos outros quanto de si mesmo. A palavra 得意 quer dizer exatamente “meu ponto forte, minha especialidade”. Assim, se alguém gostar da comida que você fez e dizer que você é 上手 na cozinha, diga apenas que é 得意.

「料理が上手だね。」

「ありがとう。私、お料理は得意なの。」

Existe ainda outra diferença entre os dois. É possível usar 上手 como advérbio adicionando a partícula に. Se alguém, por exemplo, desenhou um quadro “habilmente”, podemos dizer isso com a frase:

「この絵は上手に描けていますね。」

O mesmo não pode ser feito com 得意.

下手(へた):É possível usar下手 tanto para si mesmo quanto para os outros, apesar de isso ser meio rude. De qualquer forma, 下手 é usado quando a habilidade em certa atividade é muito baixa, fraca. Por mais que você goste de fazer algo como pintar, dançar, escrever, cantar, se você não for bom, 下手 cabe perfeitamente aí.

苦手(にがて):Essa palavra não quer dizer exatamente “ruim, pouco habilidoso”. Quando você não sabe fazer algo ou não conhece a maneira correta de fazer, pode-se usar 苦手. É justamente o oposto de 得意: um ponto fraco. Além disso, existe uma nuance de “eu não gosto disso” em 苦手. Mesmo que seja algo em que você seja bom (上手), você pode não gostar de fazer. Aí entra o 苦手 também.

【たいくつ】「退屈」VS【つまらない】「詰らない」

Vamos aqui dar uma olhada em duas palavras que se parecem bastante mas têm diferenças sutis: 退屈(たいくつ) e つまらない(apesar de ter 漢字, つまらない é geralmente escrito em ひらがな).

Bom, os têm em comum o significado de “chato, entediante, enjoado”, mas as coisas não são tão gerais assim. Primeiramente, vamos atentar para as particularidades gramaticais de cada palavra.

つまらない > adjetivo  つまらない人 (pessoa chata)

退屈な > adjetivo  退屈な話 (história chata)
退屈する > verbo  私は 退屈しています (está chato/estou entediado)

Como pudemos ver, os dois podem ser usados como adjetivos, mas somente 退屈 pode ser usado como verbo. Quando usados como adjetivo, em muitos casos os dois podem ser usados sem muita diferença. Quando algo é chato, desinteressante, enjoado, entediante, pode-se usar tanto um quanto o outro. Nesse sentido, a diferença é sutil está principalmente no ponto de vista da “chatice”; quando se fala que algo é つまらない, geralmente se fala da “chatice da coisa”, “a coisa em si é chata”. Quando se fala que é 退屈, a ênfase está na sensação da pessoa entediada. Ou seja, “つまらない話” é uma história entediante, enquanto que “退屈な話” é uma história que me deixa entediado, que não interessa. Como a diferença aqui é extremamente sutil, qualquer uma das duas palavras poderia ser usada sem prejudicar muito o sentido.

Porem, é importante lembrar que つまらない pode significar outras coisas. Além de “chato, entediante”, essa palavra também traz o sentido de “sem valor, insignificante, monótono”. Os japoneses gostam de usar a expressão “つまらないものですが…” quando vão dar um presente a alguém. Apesar de estar dizendo literalmente “É uma coisa bem chata, mas…”, eles dizem isso como se fosse o nosso “Ah, é só uma lembrancinha…”. Ou seja, é uma expressão de humildade, uma forma de não se colocar acima da outra pessoa (não importa o valor do presente, essa frase é muito falada).

Já a palavra 退屈 pode ser usada também para descrever o tédio que existe quando não se tem nada para fazer. Essa palavra tem uma conotação mais física (ex: tédio demonstrado com bocejo; sono), enquanto que つまらない é um pouco mais abstrato.

Agora vamos a algumas pegadinhas que essas palavras podem causar. Veja as frases abaixo:

私は つまらないです。

私は 退屈しています。

CUIDADO! Na primeira frase você está dizendo “Eu sou chato”. Se você quer dizer “Eu estou entediado”, use a frase de baixo. É possível também dizer somente “つまらない”, sem “私は”. Aí você está dizendo algo como “que chatice…¬¬”.

Por último, saiba que em linguagem coloquial, no dia-a-dia, é comum que em vez de “つまらない” se use “つまらん” ou “つまんない”. São apenas variantes informais da mesma palavra. Todas são igualmente válidas.

【しよう】「使用」VS【りよう】「利用」

Aqui vamos a mais um belo exemplo de como achamos que as coisas são complicadas, mas elas não são exatamente! Essas duas palavras, 使用(しよう) e 利用(りよう), podem ser traduzidas como “usar”, mas cada uma tem um uso bastante específico. Como em português também temos sentidos diferentes para “usar”, o que vamos fazer aqui é simplesmente dar nome aos bois.

Inicialmente, essas duas palavras se tornam verbos quando usadas com する(します). Assim, 使用する, 利用する são as formas reais dos verbos. A diferença entre as duas surge quando você olha para o objetivo do uso e quando se presta atenção na função da coisa que está sendo usada.

Se estivermos usando algo para o que foi realmente feito, o verbo é 使用. Por exemplo, “usar uma faca para comer” cai bem com 使用. Porém, se usarmos uma faca para apertar um parafuso na falta de uma chave de fenda, aí o verbo é 利用, simplesmente porque facas não foram feitas para isso!

Olhando para o 漢字, podemos ver bem essa diferença. O 漢字 de 使用 (使) forma o verbo 使う(つかう), que significa literalmente “usar”. Já o 漢字 de 利用(利)significa “benefício, vantagem, proveito”. É como se o “uso” de 利用 fosse um “fazer uso de algo para proveito próprio, como se fosse um instrumento para o que se quer”.

Isso nos leva a certos cuidados quando usamos esses verbos com pessoas. Quando se usa uma pessoa com 使用, como em por exemplo「 山田さんは多くの人を使っています。」, tem-se a ideia de que 田中さん é superior a elas e utiliza de seus serviços, talvez como funcionários pagos. Quase sempre esse verbo subentende que as pessoas “usadas” estão sendo pagas por seu uso, com remuneração por algum serviço. Ainda assim, usar esse verbo diretamente com algumas pessoas pode (e provavelmente irá) soar meio ofensivo.

Já 利用, quando usado com pessoas, é realmente o vilão da história. Aquelas cenas de novela em que uma personagem diz “Então você esteve me usando todo esse tempo!?!?!” descrevem com precisão esse verbo. Como vimos antes, 利用 se trata de um uso para algum benefício. Nesse caso, usar as pessoas com 利用 é realmente usá-las como meras ferramentas para algum objetivo. Enfim, realmente não é algo muito bom para se dizer…

Se você está feliz e confiante de ter aprendido mais um pouquinho dessa língua tão complicada maravilhosa, fique tranquilo! Além de 使用 e 利用 existem também as palavras 活用, 運用 e 応用, todas também entendidas como “usar”. Mas vamos deixá-las para outro momento e focar nas duas que vimos aqui. Será que você já pode “usá-las” corretamente?